Calibração de valvula de segurança NR13

Precisa de um Orçamento para Calibração de Válvula de Segurança? Solicite um orçamento através dos contatos abaixo, área de contato do site ou pelo botão do Whats’App. Caso tenha dúvidas sobre CALIBRAÇÃO DE VÁLVULAS DE SEGURANÇA, leia este artigo até o fim, temos um conteúdo de qualidade para apresentar para você.

curso nr13 online com certificado
bancada calibração

O certificado de calibração de valvula de segurança (PSV) é um requisito da NR13, calibração da válvula de segurança / válvula de alívio é realizada por meio de uma bancada de teste. A calibração pode ser realizada nas dependências do cliente com auxílio do nosso laboratório móvel ou em nosso laboratório. A válvula de segurança protege o vaso de pressão ou caldeira, caso o equipamento ultrapasse a PMTA (Pressão Máxima de Trabalho Permitida) a válvula alivia essa pressão, protegendo o equipamento. Por isso é fundamental que a válvula esteja calibrada(conheça mais sobre a necessidade da Calibração), assim é possível testar o seu funcionamento e garantir que a válvula não possui vazamentos e está ajustada com a pressão de abertura correta. Vale destacar que as calibrações são realizadas conforme as especificações e/ou recomendações das normas ABNT NB-284, NR13, IBP Guia 10, ASME Seção I e VIII.

É importante frisar também que segundo a norma NR13, a ausência de calibração de valvula de segurança dos dispositivos de segurança e considerado RGI (risco grave e iminente) deixando o equipamento inapto para operar o que pode causar acidentes, interdições e prejuízos financeiros.

Qual o procedimento para calibração de valvula de segurança?

calibração de valvula de segurança

Para calibração de valvula de segurança /Alívio(s), está previsto o seguinte escopo:

Retirada das válvulas de segurança do local instalado;

– Avaliação do estado geral;

– Calibração da Pressão de Abertura conforme ASME VIII, ASME I, NÃO ultrapassando a Pressão Máxima Trabalho Admissível (PMTA);

– Aplicação de Nitrogênio até o limite PMTA, análise em nosso manômetro padrão devidamente aferido e com padrões rastreáveis pela RBC;

– Execução em campo com bancada(s) de calibração e ou em nosso laboratório;

– Colocação de lacre e plaqueta de manutenção com ordem de serviço e data;

– Reinstalação da(s) válvula(s) em seu equipamento;

– Emissão de certificado de calibração para válvula(s) com padrões rastreáveis pela RBC (Rede Brasileira de Calibração).

Quanto tempo leva para realizar a calibração de valvula de segurança?

Os ensaios realizados em válvulas, podem variar o tempo de execução dos trabalhos devido as seguintes situações: 

  • Alta produtividade do cliente não possibilitando a parada e despressurização total dos equipamentos que não possuem válvulas reservas;
  • A realização de ensaios em válvulas, podem apresentar resultados inaptos dos instrumentos, devido a desgastes e defeitos internos da válvula; 
  • Instalações inadequadas de válvulas em linhas ou equipamentos, podem resultar em reprovação do instrumento, segundo critérios e exigências da norma regulamentadora NR – 13; 
  • A localização e a dimensão das válvulas, podem influenciar no tempo de execução dos serviços, devido a questões de segurança envolvendo peso, altura e situações de riscos cujo devem ser previstas antes da execução dos trabalhos; 
  • O ajuste corretivo em válvulas pode variar o tempo de entrega do serviço, devido a falta de peças internas no mercado, cujo a maior parte são importadas; 
  • A lapidação de sedes ou usinagem de peças internas das válvulas, podem variar o tempo de entrega do serviço, devido a situação do defeito e a demanda dos trabalhos.

Quem dimensiona as válvulas de segurança (dispositivos de segurança)?

Os fabricantes das caldeiras e dos vasos de pressão dimensionam e especificam os dispositivos de segurança para estes equipamentos.

Estes documentos fazem parte do prontuário das caldeiras, conforme o item 13.4.1.6 alínea “a” é mencionado esta exigência.

Porém, a cada inspeção de caldeira e de cada vaso de pressão o Profissional Habilitado deve ter a preocupação de verificar se os dispositivos de segurança tem a capacidade de aliviar a vazão necessária para despressurizar estes sistemas.

As caldeiras possuem o teste de acumulação (citado no item 4.1 de “Reconstituição de Prontuário” uma das prioridades é exatamente o dimensionamento e a correta especificação do dispositivo de segurança que deve atender ao código de projeto do vaso de pressão.

A norma API 520 define as fórmulas para o dimensionamento das válvulas de segurança e válvulas de alívio. Alguns fabricantes destas válvulas possuem softwares que ajudam muito neste dimensionamento.

Lembrando que a válvula de segurança para as caldeiras deve atender a um código de projeto para estes equipamentos, por exemplo ASME I.

Calibração dos dispositivos de segurança

A NR13 define os dispositivos de segurança em seu glossário:

“dispositivos ou componentes que protegem um equipamento contra sobrepressão manométrica, independente da ação do operador e de acionamento por fonte externa de energia”

A ausência de dispositivos de segurança e der certificado de calibração é considerado RISCO GRAVE IMINENTE para a NR13 conforme item 13.1.2?

13.3.1 Constitui condição de Risco Grave e Iminente – RGI o não cumprimento de qualquer item previsto nesta NR que possa causar acidente ou doença relacionada ao trabalho, com lesão grave à integridade física do trabalhador, especialmente:

a) operação de equipamentos abrangidos por esta NR sem os dispositivos de segurança previstos conforme alínea “a” do subitem 13.4.1.3, alínea “a” do subitem 13.5.1.3 e subitens 13.6.1.2 e 13.7.1.2;

O RISCO GRAVE E IMINENTE é motivo para interdição do equipamento da NR13, conforme item 3.1 e 3.1.1 da NR3

3.1.1. Considera-se grave e iminente risco toda condição ambiental de trabalho que possa causar acidente do trabalho ou doença profissional com lesão grave à integridade física do trabalhador.

O embargo e interdição são medidas de urgência adotadas a partir da constatação de situação de trabalho que caracterize risco grave e iminente ao trabalhador.

Para as caldeiras a exigência da NR13 é definida no item 13.4.1 “a”:

13.4.1.3 As caldeiras devem ser dotadas dos seguintes itens:

a) válvula de segurança com pressão de abertura ajustada em valor igual ou inferior a Pressão Máxima de Trabalho Admissível – PMTA, considerados os requisitos do código de projeto relativos a aberturas escalonadas e tolerâncias de calibração;

OBSERVAÇÃO: Um exemplo de código de projeto para construção de caldeiras é a norma ASME I.

Para os vasos de pressão a exigência da NR13 é definida no item 13.5.1.3 alínea “a”:

13.5.1.3 Os vasos de pressão devem ser dotados dos seguintes itens:

a) válvula de segurança ou outro dispositivo de segurança com pressão de abertura ajustada em valor igual ou inferior à PMTA, instalado diretamente no vaso ou no sistema que o inclui, considerados os requisitos do código de projeto relativos a aberturas escalonadas e tolerâncias de calibração;

OBSERVAÇÃO: Exemplo de código de projeto para a construção de vasos de pressão é a norma ASME  VIII.

Para tubulações a exigência da NR13 é definida no item 13.6.1.2:

“13.6.1.2 As tubulações ou sistemas de tubulação devem possuir dispositivos de segurança conforme os critérios do código de projeto utilizado, ou em atendimento às recomendações de estudo de análises de cenários de falhas.”

Para os tanques de armazenamento a exigência é definida no item 13.7.1.2:

“13.7.1.2 Os tanques devem possuir dispositivos de segurança contra sobrepressão e vácuo conforme os critérios do código de projeto utilizado, ou em atendimento às recomendações de estudo de análises de cenários de falhas.”

OBSERVAÇÃO: Um exemplo de código de projeto para a construção de tanques de armazenamento é a norma API 620.

Links úteis: